Cinesioterapia

Pelve-perineal

A cinesioterapia, é a base de toda reabilitação do assoalho pélvico e consiste na terapia através do movimento.

Na década de 1940, Arnold Kegel foi o primeiro a descrever e promover exercícios perineais para o tratamento da incontinência urinária e dos prolapsos urogenitais, sendo até hoje estes exercícios conhecidos como os exercícios de Kegel.

São tipos de cinesioterapia:

Ativa Livre – Onde o paciente executa todos os movimentos sem que se interfira nos movimentos.
Ativa Assistida – Onde o paciente recebe ajuda na finalização de cada movimento.
Ativa Resistida – Quando se coloca algum tipo de força ou peso resistindo ao movimento pretendido.
Passiva – Quando se executa o movimento pelo paciente.

No âmbito do tratamento conservativo uroginecológico e 

coloproctológico a cinesioterapia pelve-perineal tem um papel importante no 

No CRPPélvico, além de associar a cinesioterapia aos outros recursos disponíveis, os exercícios são selecionados de forma personalizada para cada paciente.

reforço da ação de suporte visceral do pavimento pélvico

e na motricidade voluntária esfincteriana, além de melhorar o tônus muscular vaginal, a elasticidade tecidual e o desenvolvimento da atividade reflexa esfíncter-perineal em ocasiões de bruscos aumentos de pressão intra-abdominais.

As técnicas cinesioterápicas se baseiam na utilização dos músculos perineais, em determinadas fases beneficiando-se de sinergias, e em outras gradativamente eliminando-as. Buscando um trabalho muscular perineal coerente e congruente com a fisiologia muscular, respiração e postura, uma vez que existe uma tendência a um tratamento dentro de uma visão cada vez mais global.

No CRPPélvico, além de associar a cinesioterapia aos outros recursos disponíveis, os exercícios são selecionados de forma personalizada para cada paciente.

Contate-nos
whatsapp-logo-icone.png